Material de Apoio

 Sobre a Gramática
 Morfologia
 Sintaxe
 Fonologia
 Semântica
 Estilística
 Redação

Pratique

 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Provas On-line

Ajuda

 Dúvidas Frequentes
 Conjugador de Verbos
 Qual é o Gênero?
 Dicas de Português
 Comunidade
 Fórum de discussão
 Área dos Professores
 Laifis de Português

Entretenimento

 Jogos
 Maltratando a Língua
 Fala Popular
 Qual é a Expressão?
 Expr. Redundantes
 Pérolas Gramaticais
 Trava-Línguas
 Humor na Língua

Produtos/Serviços

 Shopping Líng. Portug.
 Videoaulas em DVD
 Softwares em CD

Diversos

 Portuguesinho
 Português na História
 Português no Mundo
 Formação da Líng. Port.
 Curiosidades
 Estrangeirismos
 Neologismos e Gírias
 Abreviaturas e Siglas
 Expressões Idiomáticas
 Origem das Expressões
 Reforma Ortográfica
 Glossário
 Notícias
 Artigos e Reportagens
 Indicação de Livros
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

Devemos usar itálico para grafar as palavras estrangeiras?

Depende. Sabe-se que, na produção de textos escritos em língua portuguesa, recomenda-se que sejam grafadas em itálico as palavras estrangeiras que ainda não tenham sido incorporadas ao idioma. Nesse sentido, é importante que se conheça uma série de palavras que não requerem o uso do itálico, uma vez que já foram incorporadas ao português.

De acordo com o Manual de Comunicação do Senado Federal, não se utiliza itálico nos seguintes estrangeirismos:

A: a posteriori, a priori, abstract, ad hoc, affaire, airbag, antidoping
B: baby, baby-doll, baby-sitter, backup, bacon, banner, barman, bar-mitzvá, beagle, best-seller, bit, blitz, blog, blues, blush, boom, breakfast, brie, briefing, brownie, browser, brunch, buffet, bug, bureau, byte
C: camping, campus, caput, carpaccio, cashmere, chantilly, chat, checklist, check-in, check-out, check-up, cheddar, chef, chester, chip, chop-suey, clipping, close, closet, coffee-break, commodity, copyright, corpus, curry
D: deadline, default, design, designer, desktop, display, doping, download, drink, dumping
E: e-book, e-mail, expert, expertise
F: factoring, fast-food, feedback, feeling, flash, flashback, flat, fondue, freelancer, free shop, freezer, funk
G: gadget, game, gay, gentleman, gigabyte, glamour, golf, gospel, gourmet, grill, gruyère
H: habeas corpus, habeas data, hacker, hall, hamster, happy hour, hardware, hit, hobby
I: iceberg, influenza, in natura, in vitro, input, insight, ipsis litteris 
J: jazz, jeans, jingle, jogging, joystick
K: kart, ketchup, know-how 
L: lady, laptop, laser, lato sensu, leasing, light, link, lobby, log in, log off, log on
M: make-up, marketing, marshmallow, mignon, milk-shake, miss, mister, mouse, muffin
N: nécessaire, net, notebook, nylon
O: off, office-boy, off-line, on-line, outdoor, outlet, overbooking, oxford 
P: paella, patchwork, pedigree, pen drive, per capita, performance, pickles, pickup, piercing, pin-up, pixel, pizza, playback, playboy, playground, pole-position, poodle, pub, punk
Q: quantum, quiche, quorum
R: rack, rafting, ranking, rap, rapper, rave, recall, record, reggae, relax, release, remake, replay, resort, réveillon, revival, rock, round, royalty, rush
S: script, self-service, set, shopping, show, showroom, shoyu, sic, site, slide, slogan, smoking, smartphone, spam, spray, staff, standard, stand-by, status, stretch, stricto sensu, sushi
T: tablet, tailleur, Teflon, telemarketing, ticket, timer, top, tour, trailer, transfer, trash, tsunami
U: underground, upgrade, upload 
V: van, versus, videogame, viking
W: waffle, web, webmaster, wi-fi, whisky, workaholic, workshop
Y: yakisoba, yang, yin, yin-yang, yorkshire-terrier
Z: zoom

Adaptado de: http://www12.senado.gov.br/manualdecomunicacao

 

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

 

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato de Usuário | Anuncie | Fale conosco
Copyright © 2007-2017 Só Português. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.